Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Embraer no Aeroporto de Sorocaba recebe certificado dos EUA

Aeroporto vira referência em manutenção de jatos executivos, 34 empresas de manutenção de aeronaves estão instaladas no aeroporto, segundo a ANAC.

O Centro de Serviços da Embraer em Sorocaba, que funciona no Aeroporto Bertram Luiz Leupolz, recebeu certificação da Federal Aviation Administration (FAA), entidade aeronáutica americana, para a manutenção de todos os jatos executivos da companhia, cujo registro de operação seja nos Estados Unidos. O certificado da FAA permite que o aeroporto receba aeronaves americanas para manutenção, o que deve aumentar o movimento no aeroporto nos próximos meses, principalmente em decorrência das Olimpíadas. 

Caba ainda lembrar que a Embraer em Sorocaba já recebeu certificação da Agência Européia para a Segurança da Aviação (EASA), tornando o aeroporto um dos principais centros de manutenção da Embraer na América Latina.

Em 2015 cerca de 60 mil aviões aterrissaram no Aeroporto de Sorocaba, desses, pelo menos 40 mil não levantaram voo no mesmo dia. A maioria dos aviões permanece em hangares ou em um das 34 empresas de manutenção credenciadas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para manutenção e reparo no aeroporto de Sorocaba.

Instaladas nos arredores da pista de pouso, elas formam uma das maiores concentrações de serviços para aviação da América do Sul. No polo aeronáutico de Sorocaba, estão centros de serviços de grandes companhias da aviação mundial, como Embraer, Pratt&Witney, Bombardier e Dassault-Breguet. Por ser uma boa opção para posicionamento temporário das aeronaves, Sorocaba passou a ser conhecida no meio aeronáutico como a “cidade-dormitório” dos aviões privados. “Já somos o maior polo de aviação executiva da América do Sul”, diz Ari Bordieri Junior, presidente da Associação dos Operadores do Aeroporto de Sorocaba. 


TORRE DE CONTROLE E INTERNACIONALIZAÇÃO

O aeroporto de Sorocaba vai ganhar, em breve, uma Torre de Controle, as obras já estão em estado avançado, a primeira etapa deve ser concluída em Setembro de 2016. A segunda etapa, que inclui a instalação de equipamentos de controle de tráfego aéreo (telecomunicações, meteorologia e navegação) deve ser licitada e concluída em 2017.

A instalação da torre deve tornar o aeroporto ainda mais movimentado, pois muitas seguradoras não permitem o pouso e a decolagem em aeroportos não controlados. Outro projeto em andamento é a internacionalização do aeroporto de Sorocaba, que foi autorizada por diversos órgãos, mas, devido à falta de pessoal alegada pela Receita Federal teve que ser adiada, a expectativa é de que até a conclusão da torre de controle, em 2017, o assunto seja retomado, visto que já tem o aval do Ministério da Agricultura e Pecuária, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Polícia Federal.